UM EXEMPLO DE NOTA CIFRADA

0
9
A crise no DF, apesar da não decretação da intervenção, ainda não passou. Vê-se em diversos Blogs e sites várias notas cifradas. Basta que um blog ou jornalista, por exemplo,  diga que uma operação da Polícia Federal está perto de eclodir que muitos corruptos nem dormem em casa.
Darei agora, um EXEMPLO DE NOTA CIFRADA, para que os leitores entendam o que significa:
Um órgão importante do DF possui órgão de correção próprio. Cuida-se de uma casa que entende de leis. A corregedoria recebeu documentos e viu pessoas de respeito prestarem informações de que um certo  integrante é corrupto.
Outro integrante do órgão ficou sabendo das gravíssimas acusações e deflagrou importante procedimento, informando ao corregedor a suspeita de crime. O corregedor, amigo do integrante do acusado, fez e faz de tudo para ajudar o corrupto e até persegue integrantes do mesmo órgão que não sejam puxa-sacos do corrupto, que, apesar de certo desgaste, segue idolatrado entre os “pares”.
O corregedor não se importou com roubo, mas escarafunchou até na vida privada do colega que sabe da história. Achou uma coisa boba e sem repercussão administrativa e tenta fazer de um limão seco uma limonada. Não vai conseguir, mas achou um jeito de irritar o colega honesto, tudo para favorecer o corrupto. O colega honesto é bem articulado e já anda mexendo os pauzinhos para tirar os obstáculos que o corregedor serviçal tenta impor ao honesto.
O referido órgão está cheio de boas-vidas, tem muita gente que nem aparece para trabalhar, tem outros que se dedicam ao comércio e gerenciam comércio de luxo que vende salgados caríssimos, apesar de gostosos. O honesto nem quer brigar, especialmente para não comprar uma briga desnecessária com uma turma forte no governo. O corrupto que ficar quietinho na dele, quer ficar escondido para que a Polícia Federal não se lembre dele, o que pode acontecer se a questão for parar no Poder Judiciário.
O que não roubou nenhum tostão não tem mais interesse na briga, desde que o corrupto não assuma posições de destaque e que não tente fazer nenhuma armação para atrapalhar os planos dele de  desempenhar o trabalho que gosta.
Se a história sair do órgão, um deputado distrital importante poderá sair chamuscado. O deputado poderá dizer que foi induzido ao erro, mas ninguém acreditará e perderá os poucos votos que ainda tem. Os dirigentes do órgão podem resolver a questão até segunda-feira, senão as medidas judiciais farão com que a negociata fique de conhecimento público. O deputado distrital que não brigou com o honesto também pode ser chamuscado. Basta que deixem que as coisas corram conforme a lei, sem arranjar nenhum “pelego”.
Eis uma nota cifrada. Se for cifrada mesmo, o destinatário saberá que é cifrada e falará com o Corregedor, no máximo, até domingo.  O corregedor vai tirar todas as acusações que faz, a menos que queira ver quem lhe indicou trafegar por caminhos pedrosos e imprevisíveis. Cogita-se, inclusive, o ingresso de ação popular. Os corruptos, portanto, devem convencer os seus corregedores a arquivar o processo e emitir nada consta legível e correto.
Se a nota cifrada é só um exemplo ou se é uma ameaça, apenas a teimosia do corrupto poderá revelar. Corrupto: nem tente qualquer gracinha ou acabará preso. Já foi enviado recado ao deputado envolvido. Juízo, caro corregedor, ou sua casa pode ruir, afinal,  fica muito feio um corregedor ligar para um colega e pedir para que tome  posse em seu lugar, pois pretende ir à zona boêmia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui