Vídeo traz campanha de PMs por reajuste e ameaça de operação tartaruga

0
8
BrasÌlia(DF), 07/01/2016 - Carnaval 2016 - Raparigueiros e Baratona - Eix„o Sul. Foto: Rafaela Felicciano/MetrÛpoles

O Palácio do Buriti que se prepare. Os policiais militares não vão abrir mão de receber o mesmo reajuste concedido à Polícia Civil do DF. Por enquanto, a categoria aguarda a negociação com o GDF. Porém, caso ela não tenha o resultado esperado, uma paralisação ou a volta da operação Tartaruga não está descartada. Um vídeo que circula nas redes sociais dá o tom exato da expectativa da corporação, formada por mais de 26 mil servidores. “Paridade já ou a PM vai parar” é o slogan da campanha.

No vídeo, sem autoria identificada, tartarugas ninjas parabenizam os policiais civis por todas as ações deflagradas na luta pelo reajuste. Com bastante ironia, mostra que a garantia do aumento salarial dada a eles veio graças “à união, organização e uma pitada de extorsão”.

Ao elencar a alta produtividade da PM, com recordes de apreensões de armas, drogas e prisões, cobra uma posição do GDF e critica o desvio de recursos públicos para o pagamento de empresas que prestam serviços em UTIs da rede pública.

Confira o vídeo:

 

Presidente da Associação dos Praças da PM e Bombeiros (Aspra), o sargento Sansão afirmou aoMetrópoles que desconhece o vídeo que circula nas redes e nega qualquer envolvimento na gravação. Porém, confirma a disposição da categoria de lutar pela paridade com a Polícia Civil. “Não aceitamos nada que seja menor do que o mesmo que for dado a eles”, confirma.Sansão explica que uma reunião com o GDF está agendada para esta terça-feira (30/8), e destaca que as negociações prosseguem. De acordo com ele, os PMs e bombeiros militares estão com um pé atrás com o Executivo local, já que por conta de um eventual reajuste, foram suspensas as promoções.

Já com os policiais civis, o GDF se comprometeu a apresentar uma proposta de reajuste salarial nesta quarta (31/8).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui