Comentário de Donny Silva sobre o almoço dos presidentes de partidos com o governador Agnelo

0
8

 

Nos últimos dias conversei com vários presidentes de partidos, e a reclamação foi geral sobre o comportamento nada político de Agnelo nos últimos dois anos de governo, fato que contrasta com o  discurso feito ainda em 2010, e oposto ao comportamento do vice, Tadeu Filippelli, conhecido por sua habilidade de construção e articulação política.

O governador Agnelo Queiroz (PT) almoça hoje, na residência oficial de Águas Claras, com os presidentes dos 17 partidos que integram oficialmente a base de apoio ao governo, camaradamente chamado de Conselho Político. Três partidos estão extremamente  felizes com Agnelo, mas os demais choram nos bastidores.

Resta saber se os presidentes falarão verdades ao governador que se esqueceu de cumprir várias promessas de campanha, e que nos últimos anos empurrou com a barriga nomeações, etc.  Sem contar que três partidos aguardam, desde o ano passado, com a saída de outras siglas da base governista, a ocupação de secretarias e administrações regionais.

Por outro lado, resta saber se Agnelo acordou para o fato de que tem, na prática, menos de um ano para reverter sua impopularidade para buscar a reeleição. PDT, PPS, PTdoB  e PSB já deixaram a base governista.

O almoço pode ser indigesto ou não. Depende  apenas saber se  Agnelo agora pensa  como candidato e portanto, sabe que cada aliado, cada voto é extremamente importante para o PT em 2014, ou se continuará ignorando aliados, promessas e novos aliados.

Alguns presidentes de partidos aliados têm dito o seguinte: “Berger sozinho não se elege nem ajuda reeleger o governador Agnelo, que foi eleito numa grande aliança encabeçada por Filippelli”.

Em todo caso, se verdades forem ditas, a construção de uma nova estrada de Agnelo e aliados para 2014 pode ser iniciada hoje. Ou se o almoço for indigesto, em abril a debandada promete ser grande.

Ex-aliado, de longe o deputado federal Luiz Pitiman aposta que Agnelo não  conseguirá manter a base unida em torno de seu nome para 2014, e o PT continua, para variar, dividido e guloso.

E para completar, veja o Manual de Conduta Política para Almoço com o Governador:

Dicas:

– Não tome café da manhã, porque o almoço é sempre delicioso na mesa do governador

– Tire fotos na entrada. É chique almoçar na casa do governador

– Comente com amigos que almoçará com o governador

– Sorria muito, dê muitos abraços e sempre diga ‘obrigado’

-Ouça muito – e atentamente – o longo discurso sobre união, companheirismo e projeto de governo

-Ao final, evite fazer perguntas difíceis, como: a) Vamos ganhar a reeleição? b) Por que o PT quer ocupar tudo sozinho?  c) E as promessas ainda não cumpridas?

 

Se o governador estiver de bom humor, a sobremesa será o anúncio de um ousado projeto político para 2014, com a nomeação de uma comissão formada por marqueteiros experientes na política, que colaborarão para transformar as ações do governo em popularidade e consequentemente em votos. E mais: anunciará que honrará na próxima semana todos os compromissos de campanha assumidos com os presidentes de partidos (fato que estará no Diário Oficial).

Caso isso ocorra, todos os presidentes celebrarão os novos tempos do Novo Caminho com um delicioso cafezinho. Caso contrário, novo almoço em abril, na casa do Pitiman…

Bom almoço.

 

Fonte: Da redação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui