Garotinho diz que mensalão motivou crise nos Transportes

2
8

O deputado federal Anthony Garotinho (PR) saiu em defesa de seu partido e publicou, em seu blog, acusações ao governo federal.

Garotinho questionou se a presidente Dilma Rousseff, que foi ministra da Casa Civil no governo Luiz Inácio Lula da Silva, não sabia dos desvios no Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte), já que Alfredo Nascimento ocupava o mesmo cargo na gestão anterior.

Procurador-geral pede a condenação de 36 réus do mensalão

Blairo Maggi recusa convite para assumir Transportes

Entenda o caso envolvendo o Ministério dos Transportes

“A presidente Dilma Rousseff sempre foi conhecida como a Mãe do PAC. Como chefe da Casa Civil nada acontecia no governo Lula sem que ela soubesse. Ela também não sabia da corrupção no Ministério dos Transportes? Ou sabia, comunicou ao seu chefe Lula, e ele não tomou providência nenhuma?”, indagou.

Garotinho disse que o escândalo foi provocado pelo próprio governo por conta da proximidade do julgamento do mensalão. “Para mim, a decisão de encurralar o deputado Valdemar da Costa Neto (PR-SP) com denúncias no Ministério dos Transportes está mais ligada à única alternativa que resta aos que estão envolvidos no escândalo do mensalão, próximos de serem julgados e condenados.”

Em sua tese, Garotinho explicou que o processo do mensalão só está no STF (Supremo Tribunal Federal) por causa de duas pessoas, que detêm foro privilegiado, o próprio Valdemar e o deputado João Paulo Cunha (PT). “Se bombardeado por denúncias, Valdemar renunciar ou for cassado, e se João Paulo Cunha deixar a Câmara e se eleger prefeito de Osasco, pretensão já declarada, o processo teria que ser reiniciado na primeira instância, o que certamente levaria à prescrição dos crimes e todo mundo ficaria impune.”

No fim, o deputado acusou o ministro interino de também fazer parte do esquema de Alfredo Nascimento, já que sempre foi secretário-executivo do ministério. “Faz mais sentido acreditar nessa hipótese (de que o escândalo foi gerado para resolver o problema do mensalão), do que crer que o secretário-executivo não sabia de nada, ou que a Abin (Agência Brasileira de Inteligência), que levanta a vida de todos os que vão ser indicados para cargos até do terceiro escalão, não conhecesse a história divulgada agora, do filho do ministro Alfredo Nascimento.”

Reportagem do jornal “O Globo” revelou que o filho do ex-ministro teria enriquecido de forma ilícita.

Fonte: Valor Online

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui