Gim Argello sai da toca

0
11
Roberto Castro / Ag. Istoé
Senador Gim Argello: discreto, porém habilidoso na arte de conquistar aliados

Poucos políticos sabem interpretar os sinais que vem das ruas como o senador brasiliense Gim Argello (PTB). Por traz daquele sorriso largo e quase paternal, existe uma raposa esperta e fugidia das trombadas políticas. Seria bom o governador Agnelo Queiroz conversar mais com Gim, o homem do sorriso a La Sílvio Santos. Carismático e sensível como as frágeis asas de um pernilongo que, a um leve movimento para pegá-lo, as asas vibram denunciado o agressor. Isto em política é chamado de “a arte de se viver num serpentário”.

Se o governador Agnelo aprender um pouco com a experiência política de Gim, provavelmente pode ainda sonhar com a reeleição, caso contrário, o esperto senador vai entrega-lo ao PT como mercadoria refugada pelo eleitor.

Quem conhece o senador mais de perto, sabe que ele não é um político normal, acomodado com o cargo e as benesses. Ele luta a cada segundo em busca de seus objetivos. Não tem preguiça, atende todo mundo, articula, é humilde e não acredita em poder para sempre. “O senador sabe que, se baixar a guarda, passam uma rasteira nele. Por isso, ele trabalha dedicadamente no projeto de, na pior das hipóteses, ser reeleito. O objetivo continua sendo o governo do Distrito Federal”, resume uma pessoas que conhece bem os passos de Gim no Senado. Os planos de Gim não se limitam ao B, mas o C e o D. Ele sabe que precisa somar aliados se não, fica na chuva sem proteção.

Na sexta-feira, 26, ele distribuiu via assessoria, a informação de que o PTB foi anabolizado com novas filiações. “São todos nomes de peso, que sem dúvida irão engrandecer nosso partido e contribuir com a nossa cidade”, comemorou. Este anúncio foi milimetradamente cronometrado para gerar impacto, não midiático, mas junto às lideranças da base, não só de Taguatinga, tradicional reduto do senador, mas em várias outras regiões administrativas. Se questionado, vai negar até sob tortura.

O bom senador percebeu que Agnelo está com os dias contados. Sem apoio da sociedade – diga-se eleitores -, olhado com desconfiança pelo PT, sem empolgar a militância e uma gestão de arrepiar até lobisomem em noite de lua cheia. Além disso, meio mundo já está se insinuando que é candidato à vaga de Agnelo. Se ele não botar o bloco na rua, fica a ver barquinho no Lago. Portanto, a partir de agora, as aparições do senador Gim Argello serão mais frequentes. E não adianta os bajuladores de Agnelo espernear: Gim vai tocar violino no ouvido de cada liderança neste quadrilatero chamado Distrito federal.

 Fonte: Jornal Opção

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui