Nota de Esclarecimento

0
10

 

 Em relação às denúncias veiculadas na imprensa sobre falta de médicos nos hospitais da rede pública, o Governo do Distrito Federal esclarece:


1)    O GDF considera inadmissível a ausência de profissionais na rede pública de saúde.


2)    Imediatamente, após informado da ocorrência desse tipo de problema em algumas unidades hospitalares no início desta semana, o GDF, por meio da Secretaria de Saúde, instaurou sindicância para apurar responsabilidades e adotar as providências cabíveis.

 

3)    A atual gestão sempre agiu com firmeza em casos de ausências injustificadas ao trabalho e descumprimento da carga horária nas unidades de saúde. Tanto que, apenas em 2012, foram demitidos ou exonerados 34 servidores da rede que incorreram nesse tipo de irregularidade. Outros 14 processos estão em andamento, e 13 profissionais foram suspensos.

 

4)    A sindicância aberta na segunda-feira será concluída em um prazo de 15 dias, e, se comprovadas as infrações, os responsáveis sofrerão as punições previstas em lei, que vão de advertência a demissão, além de denúncia ética junto ao Conselho Regional da categoria profissional.

 

5)    A Secretaria de Saúde informa que não há qualquer restrição no recebimento de pacientes: os documentos internos encaminhados ao CIADE e Corpo de Bombeiros são exclusivamente para orientar as equipes de socorro e otimizar o atendimento dos casos de emergência.

 

6)    O Governo do Distrito Federal reconhece que há déficit de servidores na Saúde Pública, porém, desde o primeiro dia da atual gestão, tem empreendido todos os esforços para garantir a recomposição dos quadros funcionais. Nesta gestão já foram convocados 7.923 servidores, de todas as especialidades e áreas: é mais do que nos oito anos anteriores à atual gestão.

 

7)    Mais 294 profissionais foram nomeados em dezembro e assumem seus postos de trabalho até 18 de janeiro. Eles vão substituir servidores aposentados na rede pública de saúde.

 

8)    Além disso, nesta quarta-feira (9), estão sendo convocados novos concursados na área de Saúde. Serão mais 96 médicos (entre eles, 35 clínicos gerais e 61 pediatras) e 163 profissionais de níveis médio e superior.

 

9)     O GDF reafirma seu compromisso prioritário com a Saúde Pública e o empenho em promover atendimento digno e de qualidade à população do Distrito Federal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui