Operação Átrio Ex-administradores ainda longe da prisão

0
16

Carlos Sidney de Oliveira, de Águas Claras, saiu de Batalhão da PM sem conhecimento da Polícia Civil e estaria em fazenda. Carlos Alberto Jales, de Taguatinga, segue internado em hospital e nem sequer foi ouvido sobre o caso.

 

O Ministério Público do DF confirmou ter conseguido a prorrogação, em mais cinco dias, da prisão temporária dos ex-administradores Carlos Sidney Oliveira e Carlos Alberto Jales, de Águas Claras e Taguatinga, respectivamente. A Polícia Civil e o MP também ingressaram, ontem, com pedido de revogação da detenção domiciliar dos dois. Mesmo com a prisão decretada, os principais investigados na Operação Átrio estão bem longe de cumprir a medida. Carlos Sidney conseguiu converter a ordem em prisão domiciliar, mas os policiais civis encarregados da escolta nem sequer tinham conhecimento do local onde ele se encontrava. Leia mais

Fonte: Mara Puljiz e Kelly Almeida – Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui