PLANO DE GOVERNO

0
5

Governador indireto ou interventor, espero muito de quem for governar o Distrito Federal na segunda quinzena deste mês. Vou apontar questões básicas. São, na verdade, dicas para um programa de governo emergencial. Vamos lá!

Passar para a sociedade brasiliense, com clareza, uma avaliação rápida sobre as nossas finanças. Qual o nível de endividamento do DF? Estamos mesmo à beira de invadir os limites da Lei de Responsabilidade Fiscal, como denunciou o ex-secretário de Planejamento, Ricardo Penna? Os últimos aumentos salariais vão complicar as contas do GDF – ou não?

Trocar todo mundo do governo anterior, que estiver em cargos de direção, por técnicos. E impor um estilo de governar transparente.

Revogar o Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT), fazendo auditoria sobre os efeitos maléficos desse projeto aprovado de forma suspeita na Câmara Legislativa.

Fazer auditoria detalhada sobre todos os terrenos entregues pelo PRÓ-DF (chamado de PO-DF) nos últimos governos Roriz e no governo Arruda-Paulo Octávio, dando a chance de denúncia premiada para os empresários que deram suborno para ganhar lotes.

Investigar os contratos do Detran.

Investigar os leilões da Terracap.

Investigar as compras da Secretaria de Saúde e da Secretaria de Educação.]

Investigar projetos da Secretaria de Ciência e Tecnologia.

Investigar as obras da Secretaria de Transportes, que já estão sendo investigadas pela Corregedoria Geral da União.

Investigar o VLT – Veículo Leve sobre Trilhos.

Investigar a licitação de R$ 600 milhões (embargada) para construção do novo Estádio Mané Garrincha.

Investigar as contas do Metrô – dominadas por José Roberto Arruda há anos.

Investigar a CEB – quintal do Arruda e envolvida no suborno de R$ 200 mil que levou o governador ao xilindró.

Investigar a construção do prédio da Câmara Legislativa do DF.

Investigar por que um homem foi detido e solto no famigerado Buritinga, com R$ 104 mil destinados a suborno, sem prisão em flagrante, sem conseqüências para ninguém.

Investigar por que abafaram a prisão (e libertação) de dois policiais goianos que estavam fazendo escuta clandestina contra deputados distritais.

Se fizer tudo isso, já é muito. Passaremos a ter esperança de viver num lugar decente. Caso contrário, Brasília pode acabar, pois estaremos decretando que perdemos o controle da cidade para os bandidos.

Fonte: blog do riella

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui