Veja só, juiz Sérgio Moro: O sindicalista Flávio Werneck, do DPF, critica ‘vazamentos’ da Lava Jato

0
39

flavio werneck by pdtEm 3 de setembro de 2015, o jornalista Leite Filho (WWW.PDT.ORG.BR) entrevistou o presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Distrito Federal, Flávio Werneck Meneguelli, que criticou os vazamentos seletivos feitos pelos agentes federais que atuam na Operação Lava Jato a partir de Curitiba conduzida pelo juiz Sergio Moro com a ajuda do Ministério Público e da própria polícia federal.

Em videoentrevista, Flávio Werneck afirmou que qualquer “vazamento investigativo” é flagrantemente ilegal e que esta prática, que considera inadmissível, se deve a uma estrutura policial ultrapassada que existe no Brasil e também a prática de uma minoria de policiais que, segundo ele, compromete toda a corporação. Flávio condenou o uso político da Polícia Federal.

Na entrevista ele também citou os Estados Unidos, o Chile e países europeus como modelos que deveriam ser seguidos pela Polícia Federal brasileira por suas eficiências. Enquanto no Chile, por exemplo, em média, 90% das investigações são bem sucedidas, no Brasil a média de sucesso das investigações está abaixo dos 10%.

Ele também disse que não tem o menor sentido uma investigação ser dividida em fases, todas vazadas para a imprensa, como é o caso da Lava Jato. Na sua opinião, a investigação deveria ser uma só, correr em segredo e só no final, com as provas reunidas e as prisões dos culpados sendo feitas, ser divulgada ao público.

Flávio Werneck defendeu a reformulação dos métodos de investigação da polícia federal brasileira – acabando inclusive com escutas ilegais – e pediu mais coragem e vontade política das autoridades do país para, não só coibir esses abusos,  como também de mudar a legislação. Flávio é filiado ao PDT (partido da base aliada do governo de Dilma Rousseff) e foi candidato a deputado federal na última eleição.

Veja a videoentrevista concedida a Leite Filho:

 

No vídeo, ele defende que a Lava-Jato está engessando a Petrobras, a partir do minuto 6:40; E defende que a Polícia fique submissa ao Poder Executivo, a partir do minuto 10:20.

No minuto 26:20 ele critica a Lava Jato, dizendo que a operação causou desemprego e a crise que abateu o país. Assistindo  o vídeo,  dá para entender facilmente qual é o seu posicionamento quando ao juiz Sérgio Moro e a Lava-Jato. Está explicado…

 

 

Fonte: Donny Silva/Com colaboração de internauta

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui