VERGONHA: CENSURA EM CUIABÁ

0
7
A Justiça proibiu dois blogs de Cuiabá – Prosa e Política, da economista Adriana Vandoni, e Página do E, de Enock Cavalcanti – de emitirem “opiniões pessoais” sobre o deputado José Riva (PP), presidente da Assembleia Legislativa do Mato Grosso e alvo de quase uma centena de ações judiciais movidas pelo Ministério Público (MP) por supostos atos de improbidade. Em decisão do dia 10, o juiz da 13ª Vara Cível, Pedro Sakamoto, acolheu pedido de liminar em ação de indenização por danos movida por Riva, “conhecida personalidade pública do Estado”.
Os blogueiros devem se abster “de emitir opiniões pessoais pelas quais atribuam àquele (deputado) a prática de crime, sem que haja decisão judicial com trânsito em julgado que confirme a acusação, sob pena de multa de R$ 1.000,00 por ato de desrespeito a esta decisão e posterior ordem de exclusão da notícia ou opinião. (Fonte: blog do Callado). Políticos que se utilizam da Justiça para se esconderem, precisam ser banidos da vida pública. Todo mundo em Cuiabá sabe que o tal deputado José Riva é um tremendo “mala”, que utiliza o mandato para fazer muitos negócios e negociatas. E os demais deputados? Por quê não o investigam ou mais: por quê não o cassam, já que são notórios os casos relatados de improbidade de José Riva? A omissão da Assembléia Legislativa do Mato Grosso é vergonhosa. No mínimo, há conivência de parlamentares para que o presidente José Riva, não sofra “retaliações”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui