Alírio Neto surtou de vez?

2
459

Parece que o último AVC fez muito mal ao atual Diretor-Geral do Detran-DF, Alírio Neto. Eis que, no dia 7 de janeiro de 2020, Alírio registrou documento em cartório onde afirma que a filiação de Jaqueline Silva não ocorreu no prazo.

Durante a campanha eleitoral de 2018, a deputada distrital Jaqueline Silva (PTB) se elegeu com 13 mil votos, mas agora, segundo Alírio, ela não estava filiada ao partido antes de ser diplomada pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE). Isso ocorreu porque o partido não teria  enviado ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) no prazo — 13 de abril — a lista de filiação dos candidatos para as disputas eleitorais daquele ano.

Quem agora reconhece o problema é o próprio ex-presidente do PTB,  Alírio Neto. Em declaração obtida com exclusividade pelo Jornal de Brasília, Alírio, que presidiu o partido entre março e novembro de 2018, responde a perguntas enquanto testemunha da suposta fraude. As declarações de Alírio foram assinadas e registradas em cartório.

Entretanto, na ATA da Convenção do PTB-DF, de 21/7/2018, Alírio Neto e a direção regional do partido definem os candidatos para as eleições de 2018, inclusive Jaqueline Silva.

Em nota da assessoria de imprensa de Jaqueline Silva, a deputada alega que sua filiação está registrada no Sistema de Filiação Partidária (Filiaweb). “A Justiça Eleitoral reconheceu por seu próprio sistema interno, sem qualquer consulta a relações ou listas de partidos políticos, a existência da filiação da candidata. Certidões emitidas pelo TRE-DF e pelo Tribunal Superior Eleitoral, atestam, de forma incontroversa”, diz a nota. Sobre a declaração assinada por Alírio Neto, ela afirma que “cabe a ele explicar eventual declaração”.

Ata Registrada 2107

Informativo do Diretório Regional do PTB-DF – Abril/maio de 2018.
Ficha de filiação de Jaqueline Silva, abonada pelo então presidente do PTB-DF, Alírio Neto

Com a saúde extremamente fragilizada, o  delegado aposentado e atual Diretor-Geral do Detran-DF parece mesmo ter surtado. Ele nem mais se lembra das assinaturas que fez no comando do PTB-DF. Imagina o que ele deve estar fazendo nos processos do Detran.

Por outro lado, a atitude de Alírio Neto não passa de uma farsa midiática para tentar encobrir o rombo de mais de R$ 500 mil deixado por ele na época em que presidiu o PTB-DF. Aliás, ele terá de responder judicialmente pelo rombo deixado no partido.

Alírio surtou de vez?

2 COMENTÁRIOS

  1. MEU CARO COLEGA DONNY, ACHO QUE TEM CONTRADIÇÃO QUANDO A ASSESSORIA DA DEPUTADA DIZ QUE “A Justiça Eleitoral reconheceu por seu próprio sistema interno, sem qualquer consulta a relações ou listas de partidos políticos, a existência da filiação da candidata”.
    AFINAL DE CONTAS, ASSISTIMOS UM JULGAMENTO EM QUE ELA PERDEU NA JUSTIÇA ELEITORAL POR 6X1. NUM SEGUNDO JULGAMENTO, COMO NUM GESTO DO MANDRAKE, O RESULTADO FOI COCNTRÁRIO. OU SEJA; 7X1 EM FAVOR DE JAQUELINE. E AGORA…

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui