Cidadania-DF diz vai lutar pelo cumprimento do estatuto da Federação e da lei eleitoral

A deputada federal Paula Belmonte, presidente do Cidadania-DF, afirma que houve descumprimento do estatuto da Federação PSDB-Cidadania, e que pretende fazer valer o acordo inicial, que previa autonomia no diretório do Distrito Federal.
A equipe jurídica do Cidadania-DF aguarda a publicação da ata da reunião desta terça-feira (26), quando a direção nacional optou por intervir indevidamente na chapa majoritária do DF.
O Cidadania-Mulher divulgou uma carta aberta denunciando a violência política contra a deputada Paula Belmonte. O documento, endereçado ao presidente nacional da federação PSDB-Cidadania, Bruno Araújo, critica a forma como a direção nacional está conduzindo as negociações em torno das chapas majoritárias no Distrito Federal.
Paula Belmonte reuniu alianças e demonstrou viabilidade política superior ao senador Izalci Lucas (PSDB) que foi anunciado como candidato ao GDF.
Paula articulou uma frente com os partidos Cidadania, União Brasil, PSC, Podemos, Novo e PRTB. O grupo também apresentou a pré-candidatura do senador Reguffe (UB) e a decisão final sobre quem seria o candidato ao governo dependeria da viabilidade eleitoral. A deputada poderia ser a candidata a vice ou ao Senado.
Fonte: Portal do Callado

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui