Ministério Público cobra do GDF campanhas educativas de trânsito

0
4
No documento, o MPDFT destaca que somados os valores de 2011 e 2012, há nos cofres R$ 54 milhões que deveriam ter sido aplicados na educação do condutor

 

Adriana Bernardes

 

O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) cobra do governo local investimentos em educação do motorista. O Detran, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e a Secretaria de Estado de Publicidade Institucional — responsável por executar as ações de publicidade de utilidade pública — têm 60 dias para promover estudos, pesquisas e levantamentos estatísticos para elaboração dos conteúdos das campanhas educativas, elegendo prioridades e planejando veiculação ao longo do ano.

Leia mais notícias em Cidades

Em uma recomendação enviada na última semana aos três órgãos governamentais, o MPDFT adverte que as ações devem ter continuidade e promover mudanças de valores, hábitos, atitudes e comportamento por parte dos usuários das vias e ciclovias. Além disso, o Detran e o DER terão que elaborar um plano de fiscalização permanente e em sintonia com os temas da campanha educativa, além de estabelecer uma metodologia capaz de monitorar e avaliar a eficácia da campanha.

No documento, o MPDFT destaca que somados os valores de 2011 e 2012, há nos cofres R$ 54 milhões que deveriam ter sido aplicados na educação do condutor. No entanto, a quantia continua em caixa enquanto centenas de pessoas perderam a vida no mesmo período.

Outro lado
Em nota, o Detran/DF informou que realiza, diariamente, ações educativas em escolas, empresas, shoppings, bares, eventos culturais e esportivos, além de blitzes educativas voltadas para os diversos usuários da via com abordagem direta e entrega de material educativo, totalizando 100 ações por mês.

A assessoria de impresa diz que o Governo do Distrito Federal investiu, desde 2011, mais de R$ 26 milhões em 15 campanhas de caráter educativo e segurança no trânsito, por meio da Secretaria de Segurança Pública: ações de faixa de pedestre, direção segura, trânsito consciente, prevenção de chuvas, uso do celular, entre outras.

O Plano de Comunicação da autarquia está pronto desde janeiro de 2013, segundo o comunicado, e contempla onze campanhas educativas direcionadas aos diversos públicos, aguardando apenas a conclusão do processo licitatório de agência de publicidade para realizar as campanhas de mídia. Segundo a Secretaria de Publicidade Institucional, o processo já passou por todas as instâncias de estudo e agora segue para publicação do edital.

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui