MPDFT homenageia ex-catador que devolveu dinheiro encontrado no lixo

0
8

O ex-catador de materiais recicláveis, João Rodrigues Cerqueira, que encontrou no lixo e devolveu um maço contendo US$ 1400,00, recebeu uma homenagem do MPDFT na manhã dessa terça-feira, 27 de setembro, pelo seu gesto.

João foi recebido, juntamente com sua mãe, esposa e filha, pelo procurador-geral de Justiça, Leonardo Bessa. Ele ganhou uma placa em homenagem ao seu gesto e conversou com os integrantes do Ministério Público. João também foi presenteado com uma camiseta da Ouvidoria do MPDFT e foi convidado a participar, como voluntário, em palestras do Projeto “O que você tem a ver com a corrupção?” em escolas da rede pública.

“Não fiz nada de mais, além do meu dever. Mesmo que eu não tivesse ganhado nada, não me arrependi da minha ação. Independentemente da classe social, existem muitas pessoas boas no mundo, que não pensam em passar os outros para trás”, comentou João Cerqueira. “Esperamos que seu ato nobre repercuta na sociedade brasileira. No trabalho do Ministério Público, o combate à corrupção vem ganhando destaque, e é muito importante valorizar gestos de honestidade”, explicou o procurador-geral.

“Fiquei muito emocionada de ver, na sua humildade, um exemplo de cidadão. A cidadania significa um dever de lealdade, de honestidade”, elogiou a procuradora distrital dos Direitos do Cidadão Maria Rosynete Lima. “Existem pessoas que só vão parar de praticar atos de corrupção quando as leis forem mais duras e houver risco de cadeia. E existem outras como você, João, que nos dão a esperança de que as escolhas podem ser simplesmente pautadas, em toda situação, pelos valores”, enfatizou a promotora de Justiça Luciana Asper.

Também estiveram presentes à homenagem a ouvidora do MPDFT, Rose Meire Cyrillo, e os promotores de Justiça Paulo Quintela, Elísio Teixeira e Diógenes Lourenço.

“O que você tem a ver com a corrupção”

A campanha “O que você tem a ver com a corrupção?” foi uma iniciativa do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) e vem sendo difundida em todo o País. No DF, sob a coordenação do promotor de Justiça Paulo Quintela e em parceria com a Secretaria de Educação, são promovidas palestras para estudantes do ensino fundamental e médio em escolas da rede pública de ensino.

O objetivo é mostrar aos estudantes a importância de ser honesto nas atitudes do dia a dia, além de levar às crianças e aos adolescentes a consciência de que o comportamento ético sempre vale a pena. A campanha já foi apresentada a mais de 17 mil estudantes e integrou a programação da Semana da Educação para a Vida, ocorrida em maio de 2016.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui