Petrolao: Ligação entre ex-diretor da Petrobras e tesoureiro do PT preocupa Planalto

0
14

petrolao

 

 

 

 

Na Operação Lava Jato, o magistrado Sergio Moro se permite uma reflexão: celebra que as investigações receberam apoio de Dilma Rousseff e de Aécio Neves

Apesar de esperada há meses no Planalto, a prisão de Renato Duque provoca calafrios entre auxiliares de Dilma Rousseff e dirigentes do PT.

Eles relatam que será impossível camuflar as ligações entre o ex-diretor da Petrobras e o tesoureiro do partido, João Vaccari Neto. Assim como Paulo Roberto Costa, Duque também não foi oficialmente demitido da Petrobras, mas renunciou ao cargo, conforme ata de reunião do conselho de administração da estatal do dia 2 de maio de 2012…

Volte sempre
O conselho, presidido pelo ministro Guido Mantega (Fazenda), fez a Duque os mesmos agradecimentos que fez a Costa, pelos relevantes serviços prestados à companhia no desempenho de suas funções.

Vai ter bolo
Ao se referir ao grau de intimidade entre Duque e Vaccari, petistas lembram que o tesoureiro do partido compareceu, inclusive, ao casamento de uma das filhas do ex-diretor da Petrobras, realizado no Rio.

De casa
Diferentemente da prisão de Paulo Roberto Costa, a de Duque abateu o corpo técnico da Petrobras, por se tratar de um funcionário com mais de 20 anos de carreira, respeitado na estatal. A empresa está de luto, relata um conhecedor.

Cientista…
No despacho em que autoriza as prisões de ontem da Operação Lava Jato, o magistrado Sergio Moro se permite uma reflexão: celebra que as investigações receberam apoio de Dilma Rousseff e de Aécio Neves.

… político Apesar de adversários políticos na recente eleição presidencial, ambos, em consenso, afirmaram, na interpretação deste julgador, a importância do processo para o quadro institucional, escreveu o juiz.

Thriller
Do advogado de Alberto Youssef, Antônio Figueiredo Basto, sobre os desdobramentos de ontem: Essa operação toma uma dimensão surpreendente até para nós que acompanhamos o caso desde o início.

Pow!
Todos os contratos assinados pelas empreiteiras investigadas pela Polícia Federal com a MO Consultoria, empresa do doleiro preso, foram redigidas na fonte Comic Sans estilo usado em histórias em quadrinhos.
Fonte: Coluna Painel – Portal UOL. Foto Internet

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui