Agnelo anuncia licitação simultânea de 50 creches até o final do ano

1
7

 

Candidato anuncia ainda a implantação de sistema para desburocratizar a abertura e fechamento de empresas e aumento do número de micro e pequenas empresas em licitações do GDF
O aumento do número de micro e pequenas empresas nas licitações do GDF e a licitação simultânea para construir 50 creches foram os principais pontos destacados pelo candidato à reeleição Agnelo Queiroz na sabatina do Sindicato da Indústria da Construção Civil do DF (Sinduscon), realizada nesta quinta-feira (28). Além disso, o candidato da coligação Respeito por Brasília, anunciou a implantação, ainda este ano, de um sistema integrado para diminuir a burocracia na abertura e fechamento de novos empreendimentos.
“Aprovei a Lei Geral da Microempresa que possibilita acesso a contratos públicos também. Vamos ampliar essas oportunidades porque isso dinamiza a nossa economia. Outra ação que farei de imediato é desburocratizar a entrega de certidões às empresas. Não tenho dúvida que esse sistema revolucionará todo o Brasil, que não tem esse serviço. Com isso, teremos menos perda de tempo e mais agilidade no setor produtivo na cidade”, explicou.
O candidato à reeleição destacou ainda a carência de pessoal qualificado para trabalhar na construção civil e citou o Fábrica Social como uma das soluções para este problema. “Expandimos esse programa para atender esse setor com cursos direcionados”. O programa oferece cursos de elétrica, revestimento, contrapiso, concreto, reboco e alvenaria, hidráulica, armação e telhas, esquadrias e pintura.

Ainda na sabatina, Agnelo anunciou a licitação simultânea de mais 50 creches ainda este ano. “Já entregamos 28 unidades de um total de 112 com o custo de R$ 2,5 milhões cada. São obras menores, por isso dará mais oportunidade para que pequenas e médias empresas da construção possam atuar”. Para o próximo mandato, a previsão é implantar o sistema de educação integral em 100% das escolas do DF.
O chefe do Executivo local, que concorre à reeleição pela coligação Respeito por Brasília, garantiu melhorar o sistema de marcação de consultas na rede pública de saúde. “Mudamos o modelo de atenção à saúde com a construção de Upas e Clínicas da Família e queremos ampliar o atendimento nos centros de saúde. Assim, diminuímos a demanda na emergência”.
Durante o encontro com os representantes do Sinduscon, Agnelo também discutiu a realização de parcerias com entidades da construção civil para prestar atendimento aos trabalhadores do segmento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui