Aposta nas dobradinhas

1
9

rafael:campanha1
Ex-secretário de Saúde do governo Agnelo, o médico Rafael Barbosa nega que tenha firmado dobradinhas com mais de 120 candidatos a distrital, em seu esforço para chegar à Câmara dos Deputados. Reconhece, porém, que ao menos 40 estão acertados com ele. Pedem votos em conjunto. Na lista estão pelo menos oito dos atuais distritais: além dos quatro petistas que tentam se reeleger, e que têm acordos com outros federais do partido, costurou alianças com Agaciel Maia, do PTC, Doutor Michel, do PP, Cristiano Araújo e Washington Mesquita, ambos do PTB.
Filiação ao PT impõe estratégia
Rafael Barbosa teve um motivo especial para traçar essa estratégia de alianças. Só agora filiou-se ao PT. Até então, pertencia ao PCdoB, único partido de que participou. Como os petistas se dividem em diversas vertentes e ele entrou no partido como independente, precisava firmar alianças. Assim, compôs-se com Daniel Seidel, da corrente de esquerda liderada pela distrital Arlete Sampaio, e com Risomar Carvalho, antes ligado ao deputado Wasny de Roure, além de candidatos da corrente de Geraldo Magela, do Movimento PT. Vários aliados são da Articulação, corrente petista majoritária. Também estão com ele peemedebistas como Hermeto, de Candangolândia, ou o ex-distrital Roberto Lucena, que tenta retornar.

 

Fonte: Eduardo Brito/Do Alto da Torre/Jornal de Brasília

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui