DEM NA CABEÇA DE CHAPA: SÓ FALTA COMBINAR COM O SENADOR ADELMIR

0
10
ELEIÇÕES 2010 – DISTRITO FEDERAL
DEM na cabeça de chapa

A coluna Do alto da torre (Jornal de Brasília) informa que o primeiro movimento efetivo para colocar a Via Principal em funcionamento foi dado ontem, em reunião dos presidentes do DEM e do PPS com cinco partidos nanicos. Foi na casa do presidente do PSL, Newton Lins. Acertou-se que uma candidatura será lançada, de qualquer forma, como alternativa ao PT e ao ex-governador Joaquim Roriz. Nem que seja limitada aos próprios nanicos. A preferência, porém, é entregar a cabeça de chapa ao DEM, que teria três nomes em pauta. Além do deputado e ex-secretário Alberto Fraga, entre os eventuais candidatos estariam o senador Adelmir Santana, presidente regional do partido, e a
deputada Eliana Pedrosa.

A escolha do nome deve sair até o dia 2, próxima quarta-feira. A ideia é mesmo apressar o jogo. Para Adelmir Santana, “é preciso ter a consciência de que existem mesmo outras opções e forçar uma discussão definitiva em torno de nomes”. Os partidos envolvidos na Via Principal, diz ele, desperdiçaram tempo até agora: “Embora tenham a mesma visão e façam o mesmo diagnóstico, propõem tratamentos diferentes quando deveriam achar a terapia adequada”.

O PMDB participou de todas as reuniões sobre a Via Principal até o mês passado.  Ontem, não estava no encontro. “O PMDB parece até o PSDB, plantado em cima do muro”, avaliou o senador Adelmir Santana. O problema real está na negociação política. De acordo com Santana, os peemedebistas chegam à mesa com uma proposta muito difícil de barganhar. Alegam que já conseguiram a vice na chapa do ex-ministro Agnelo Queiroz e, para assumirem a Via Principal, seria justo receberem mais do que isso.

O principal objetivo do encontro partidário de ontem, até para participantes da reunião, pode estar no PSDB e não no PMDB. O restante da turma da Via Principal gostaria de obter uma definição dos tucanos, o que traria tempo de televisão para a chapa e garantiria para José Serra um palanque diferente do que lhe oferece o ex-governador Joaquim Roriz. Por isso mesmo, surgiu até a interpretação meio conspiratória de que haveria um dedinho de alguém da cúpula nacional do PSDB na convocação do encontro. Afinal, Serra esteve em Brasília esta semana e conversou sobre a política da capital.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui