Deu no Metrópoles: Lobista ligado a Miguel Jorge dá expediente no Senado

0
62

Carlos Ricardo Caichiolo é assistente parlamentar na liderança da Rede ao mesmo tempo em que trabalha para a empresa de ex-ministro

O assistente parlamentar Júnior do Senado Carlos Ricardo Caichiolo tem um currículo rico e incompatível com a remuneração que recebe. Na lista de experiência desse servidor, consta o cargo de coordenador da pós-graduação dos cursos de Gestão, Direito e Comércio Internacional do Ibmec. Atualmente, ele dá expediente na Liderança da RedeSustentabilidade e recebeu R$ 3.298,73 líquido em maio.

Em julho, esse valor quase dobrou. Mesmo assim, ainda está aquém do que merece ganhar por sua qualificação. Para completar o orçamento doméstico, Ricardo ainda encontra tempo e disposição de uma segunda jornada numa empresa de consultoria. Seria perfeitamente compreensível se a referida instituição privada não fosse de um lobista conhecido dos governos petistas.

Caichiolo trabalha para a BMJ Consultores Associados, cujo o sócio fundador e conselheiro é o ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (2007-2011) Miguel Jorge. A atuação extraoficial de Miguel foi investigada na Operação Erga Omnes – uma das fases da Operação Lava Jato desencadeada em 2015. Os policiais federais interceptaram troca de e-mails entre o então ministro de Lula e Dilma com executivos da Odebrecht.

Nas mensagens, Miguel Jorge afirma a Marcos Wilson e Luiz Antonio Mameri, da companhia, que esteve com “os presidentes” e que o “PR (presidente) fez o lobby”. Para os investigadores, está claro que Miguel Jorge se referia aos presidentes do Brasil e da Namíbia. E que Lula fez lobby para a empreiteira junto aquele governo africano.

Fonte: Metrópoles

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui