Distrital constata: CUT não quer transparência

0
6

 

Surpresa para o distrital Robério Negreiros. Ele começou a trabalhar pela derrubada do veto aposto pelo governador Agnelo Queiroz a um projeto seu, aprovado pela Câmara Legislativa, que manda disponibilizar na internet as prestações de contas das organizações sindicais brasileiras. Vários outros deputados já haviam sido contactados por ele, quando lhe chegou uma solicitação oficial da Central Única dos Trabalhadores de Brasília, a CUT-DF. Ela avisava que pretende manter o veto e cobrava do deputado posição nesse sentido. A justificativa dada à Robério foi que a transparência, no caso, é inconstitucional, uma vez que “afronta os princípios de liberdade e autonomia sindical inseridos na Constituição”.

É só expor as contas

Robério Negreiros mandou uma resposta à CUT. Disse que o projeto não infringe o princípio da autonomia sindical, que significa exclusivamente a garantia de autogestão das organizações associativas e sindicais. Nada tem a ver com isso. Trata, exclusivamente, da transparência e publicidade das contas e não da administração dos recursos.

 

Fonte: Eduardo Brito/Do Alto da Torre/Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui