Ele pode até ficar

0
10

washington sério

Por essas e outras é que Washington Mesquita define sua opção partidária como “uma enorme interrogação”. Ele avisa que, ao contrário do que se imagina, não está com os dois pés fora do PSD. Pode ficar. E não esconde que sua permanência se facilitará caso o partido decida apoiar o Buriti. O mais importante, porém, é que essa definição ocorra a curto prazo. “O próprio Kassab afirmou, no passado, que uma decisão sobre apoio a Dilma sairia lá para março ou abril do ano que vem, mas isso pode até criar constrangimentos para quem ficar no partido”, diz ele. Afinal, o prazo para filiaçãose esgota em 5 de outubro.

 

 

Passe valorizado

 

Washington sabe que, principalmente com seu trabalho de militância católica, sua trajetória política “está em linha ascendente”. Isso faz com que seu passe esteja valorizado. Muito. Já recebeu convites do PSB, do PTB, do PMDB e até do PT. Algumas dessas opções, caso do PMDB, estão descartadas. O deputado lembra, porém, que são muitos os fatores que pesam para uma definição partidária. É preciso conhecer, além da posição do próprio partido, os integrantes da chapa e as opções para coligações.

 

 

Fonte: Eduardo Brito/Do Alto da Torre/Jornal de Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui