LULA E PT ENQUADRAM DILMA E DEFINEM PAPÉIS NA CAMPANHA

0
9

ESTÁ DECIDIDO: SANTANA CUIDARÁ DO MARKETING, MARTINS DAS MÍDIAS SOCIAIS

reuniao lula dilma

Lula com Dilma e assessores: papéis definidos, na campanha pela reeleição

O ex-presidente Lula e o PT “enquadraram” a presidenta Dilma Rousseff, durante reunião nesta quarta-feira (5) na biblioteca da residência oficial do Palácio Alvorada. Por menos que ela pretendesse aceitar a ideia, ela teve de engolir a participação do ex-ministro da Comunicação Social Franklin Martins, a quem detesta, em sua campanha de reeleição.

Dizendo representar os interesses do próprio Lula, Franklin Martins não apenas seria o responsável pela demissão da ex-ministra Helena Chagas como também entrou em rota de colisão com o marqueteiro João Santana, também ligado ao ex-presidente. A briga é por prestígio político e também pelos milionários contratos de prestação de serviços durante a campanha eleitoral.

Lula informou a Dilma que Martins será o coordenador das ações de campanha junto a redes sociais. Ele pouco entende do assunto, mas sua mulher e um filho têm empresas que atuam no setor. O PT prevê gastos de ao menos R$ 15 milhões nessa área. João Santana ficará mesmo, contra a vontade de Martins, como único responsável pelos programas do horário gratuito, no rádio e na TV. O presidente do PT, Rui Falcão, não apita coisa alguma, mas participou da reunião porque, afinal, ele é quem fará o pagamento às empresas ligadas a Martins e a Santana pelos serviços prestados .

Imagem da reunião foi divulgada pelo Instituto Lula, mostrando que também participaram do encontro o ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil), o deputado estadual Edinho Silva (PT-SP) e o chefe de gabinete da Presidência da República, Giles Azevedo. A reunião não constou da agenda oficial de Dilma.

Todos ainda se encontram no Alvorada discutindo a crise de relacionamento de Dilma com os partidos da sua base de apoio no Congresso, que estão rebelados e constituíram um “blocão” liderado pelo PMDB. Lula tentará convencer a presidenta a fazer política, negociar.

 

Fonte: Cláudio Humberto/Diário do Poder

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui