MP É CONTRA PRISÃO DOMICILIAR PARA ARRUDA

0
9
Deu em O Globo

MP é contra prisão domiciliar para Arruda

Procurador diz que, em casa, ex-governador tem condições de atrapalhar as investigações

O procurador-geral da República, Roberto Gurgel, defendeu ontem que seja negado o pedido de prisão domiciliar ao ex-governador do Distrito Federal José Roberto Arruda.

Para Gurgel, o benefício corresponderia à liberdade; fora da cadeia, segundo ele, Arruda teria mobilidade para tentar influir na produção de provas do inquérito sobre o suposto esquema de corrupção no governo local.

Arruda está preso desde 11 de fevereiro, por ordem do Superior Tribunal de Justiça (STJ). A defesa entrou terça-feira com pedido de prisão domiciliar, com base no estado de saúde do ex-governador.

— A prisão domiciliar corresponderia à soltura, porque ele teria as mesmas condições de alterar provas — opinou Gurgel.

Leia mais em O Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui