Organização estudantil liberal tem mais de mil interessados em coordenar ações no Brasil

0
80

Students for Liberty Brasil aposta em capacitação de jovens para gerar transformação política e social no país

Com mais de 1100 líderes, a principal seleção do Programa de Coordenadores do Students for Liberty Brasil (SFLB), um dos carros-chefes da instituição, está para começar. O processo se inicia logo após a LibertyCon — o maior evento liberal da organização — que acontece em 1 e 2 de novembro. “Queremos desenvolver talentos para gerar, de fato, uma transformação social a médio e longo prazo no país”, explica André Migliore Freo, diretor de operações do Students For Liberty Brasil.

O programa, que dura de dois a três anos, oferece trilhas de gestão e especialidade para capacitar estudantes universitários a se tornarem líderes e inovarem no ativismo pela liberdade. As inscrições cresceram exponencialmente nos últimos anos, quando o número saltou de 2600 em 2016 para 4094 inscritos em 2017. A expectativa para 2019 é receber mais 2100 aplicações para o programa, das quais cerca de 40% serão aprovadas.

“Diminuímos o número de vagas para aumentar o número de atividades. Em 2017, o SFL Brasil realizou 77 eventos no país. Em 2019, até o momento, já realizamos mais de 400 eventos, para mais de 20 mil pessoas. A cada ano, nosso processo se torna mais efetivo e nossos programas mais dinâmicos”, complementa Freo.

Ao se tornar coordenador local, o estudante será orientado a participar de atividades de promoção de ideias de liberdade, assim como eventos, grupos de estudos e de política estudantil. Após desenvolver suas habilidades, o jovem líder poderá se inscrever no processo para coordenador estadual ou se tornar especialista em uma área e incubar seu próprio projeto dentro do SFLB.

Treinamentos no exterior
Os coordenadores que participam do programa têm, ainda, a possibilidade de participar da seleção para diversos treinamentos e eventos fora do Brasil, como dos treinamentos da Atlas Network nos Estados Unidos, dos treinamentos da Fundação Friedrich Naumann na Alemanha e França, da Conferência Internacional do SFL em Washington e da pós-graduação de liderança e competitividade global de três meses ministrado na Universidade Georgetown, entre outros.

 

“Ao término do processo, após cerca de dois anos, o líder do SFLB terá desenvolvido diversas habilidades essenciais para sua carreira profissional, ao mesmo tempo em que aprende sobre como construir um país mais livre”, explica o diretor de operações do Students For Liberty Brasil.

 

Sobre o Students For Liberty Brasil (www.studentsforliberty.org/brasil/)
Presente no Brasil desde 2012, a organização representa os interesses do Students For Liberty, a maior organização estudantil em prol da liberdade do mundo, presente em 110 países. A organização sem fins lucrativos tem como propósito educar, desenvolver e empoderar a próxima geração de líderes da liberdade.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui