POR QUE A EMPRESA PROCOMP CRIARIA UM SETOR ESPECÍFICO PARA INVESTIGAR FRAUDES NAS URNAS E CAIXAS ELETRÔNICOS?

9
24

Em 2002,  existia um departamento denominado  ‘COORDENAÇÃO DE SEGURANÇA’ dentro da empresa Diebold Procomp, onde o diretor era o Sr Flavio Cappelletti Junior, e tinha como coordenador o Sr Mauro Princiotti, ex-militar da Aeronáutica.

E claro, fica a pergunta: Por que a empresa Procomp criaria um setor específico para investigar fraudes se ela, os bancos e principalmente o TSE enaltecem que os produtos (caixas e principalmente URNAS) são invioláveis, não passiveis de fraudes?

Para investigar possíveis fraudes, esses técnicos e terceiros eram usavam vários aparatos como escutas clandestinas, tortura psicológica, coação e principalmente GRAMPOS TELEFÔNICOS.

Dezenas desses grampos telefônicos ilegais e escutas clandestinas  foram juntadas pelo Sr Mauro no Processo 02407200903402004 TRT-SP, demonstrando claramente quais os métodos que a empresa usava para investigar funcionários e treceiros, não respeitando as leis brasileiras, nem a individualidade alheia.

Em 2007, houve denúncias feitas aos americanos, donos da Procomp, sobre assédio sexual, tortura, coação, favorecimento financeiro a gerentes e diretores por empresas terceirizadas e fraudes em documentos. Por isso houve uma grande investigação que culminou com a demissão do Sr Mauro Princiotti, que segurou o “rojão” sozinho.

Tal situação leva a crer que se a Procomp tinha o poder de grampear funcionários, ex funcionários e terceiros,  poderia muito bem ter grampeado deputados, senadores, Presidente da República, vereadores, governadores, donos de empresas concorrentes, empresas terceirizadas, ou seja, quem ela quisesse, partindo do princípio de que conseguia ilegalmente grampear telefones, já que as provas estão no processo trabalhista acima, e em depoimentos de ex-funcionários que trabalharam no SETOR DE INVESTIGAÇÕES. Inclusive uma das pessoas ouvidas em inquérito,  afirmou categoricamente que ouviu vários grampos telefônicos ilegais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui