UMA CONCORRÊNCIA NADA SAUDÁVEL

1
13

O Tribunal de Contas da União anulou uma licitação de 58 milhões de reais feita pelo Ministério da Saúde para comprar softwares para gerenciar hospitais do Rio de Janeiro. Motivo: a Humano, companhia que venceu a concorrência, é vinculada a um assessor do ministro José Temporão. Encarregado da  área de tecnologia da informação do Ministério da Saúde, Rogério Mortoza foi sócio do dono da Humano em uma empresa chamada Unicell Biotecnologia. Até hoje, Mortoza aparece como responsável técnico da tal Unicell. Apesar do evidente conflito de interesses, o assessor de Temporão preparou e conduziu o pregão vencido por seu ex-sócio.

Fonte: revista Veja

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui