ARRUDA PREFERE A PRISÃO

0
6

O normal seria a renúncia, que facilitaria a libertação do governador preso. Mas Arruda evita renunciar para manter no cargo de governador o interino Wilson Lima, presidente da Câmara Legislativa, homem da sua total confiança, eleita pelos deputados em janeiro por orientação do governador hoje preso.

Se renunciar, o governador afastado e preso José Roberto Arruda verá a Câmara Legislativa realizar eleição indireta para escolha de um governador que ficará no cargo até 31 de dezembro. Se isso acontecer, pode ser escolhido alguém fora do seu controle, senão…

Enquanto Arruda decide se manter preso, ficam na mesma situação cinco pessoas da sua confiança, que estão na Penitenciária da Papuda e que estiveram envolvidos na tentativa de suborno da testemunha da Operação Caixa de Pandora, jornalista Edson Sombra.

Os presos são os seguintes: Rodrigo Arantes, sobrinho e secretário do governador, Welinton Moraes, ex-secretário de Comunicação Social, o deputado distrital Geraldo Naves (DEM), Haroaldo Brasil Carvalho, ex-diretor da Companhia Energética de Brasília (CEB) e Antônio Bento, servidor aposentado da CEB.

Fonte: blog do Riella

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui