CPI DO DFTRANS

6
6

Nos últimos anos, principalmente a partir do governo de José Roberto Arruda (2007), a secretaria de Transportes fez o que quis juntamente com o DFTRANS. Prejudicaram, ameaçaram e arruinaram muita gente. Na época das vans então, a coisa era terrível. A perseguição, implacável!

Nos últimos tempos, o DFTRANS descumpriu normas, mudou  itinerários, descumpriu  regras e por aí vai. Quem ganhou licitação, como algumas cooperativas, por exemplo, sofre com o desmando do órgão. Há ônibus de cooperativa rodando em linhas que, por edital, pertencem a outra.

Há um relatório (que já falei a respeito aqui no Blog) contendo mais de 100 pontos de inércia, corrupção, incompetência e outros crimes, no DFTRANS. O autor do relatório, foi diretor-relâmpago do órgão, Capitão Nunes, ex-chefe de gabinete de Alberto Fraga na secretaria de Transportes. No final do governo de Rogério Rosso, Nunes assumiu o órgão. Após concluir seu relatório que apontava desmandos no órgão, Nunes foi exonerado e o relatório, abafado. Ao menos por enquanto…

Sem falar na Fácil, que controla a arrecadação dos ônibus e que é CONTROLADA pelo empresário Wagner Canhedo e amigos restritos.

Existem muitas denúncias. Resta saber se nossos competentes, honestos e determinados distritais desejam investigar tudo, mas tudo mesmo!

Deveriam aproveitar e investigar também, como foi que Manoel Neto administrou (e sucateou)  a TCB em 2002..

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui