Deputados do PT pretendem ir à Papuda verificar celas de mensaleiros

1
10
Os parlamentares afirmam que a prisão dos condenados é ilegal, pois Sistema Prisional não teria sido avisado da forma como os presos devem ser alojados. Principalmente o ex-presidente da legenda José Genoino, cardiopata recém-operado.

A forma como os condenados no mensalão foram presos e as condições do cárcere preocupam os parlamentares do PT-DF. Na tarde deste domingo, o deputado distrital Chico Vigilante se reuniu com o juiz da Vara de Execução Penal do Distrito Federal. Ele e a deputada federal Erika Kokay alegam que a prisão dos condenados pelo mensalão é ilegal. Segundo os dois, o Sistema Prisional do DF não teria recebido a carta de sentença dos condenados, que diz a forma como os presos devem ser alojados na carceragem.

 

Vigilante e Kokay devem apresentar uma petição para que o Governo do Distrito Federal garanta condições mínimas a esses presos, como alimentação adequada para José Genoíno, por exemplo. O ex-diretor do PT sofre com problemas cardíaco e foi submetido a uma cirurgia de dissecação da aorta, em julho deste ano, em virtude de uma isquemia cerebral.

 

Os parlamentares pretendem acompanhar de perto o tratamento que os mensaleiros estão recebendo na Papuda. “Queremos fazer essa visita para verificar se as condições são adequadas, do ponto de vista dos direitos humanos” disse Kokay.

A deputada disse ter recebido informações de que, mesmo os que pegaram semiaberto, como Dirceu e Genoíno, estariam em uma unidade de regime fechado na Papuda, um complexo que tem, no total, 11 presídios. Ela também manifestou preocupação com a saúde de Genoíno. “Eu também sou cardíaca, assim como ele. Quando a pessoa vai presa, ela perde o direito de ir e vir. Os demais, como a assistência à saúde, devem ser preservados”, ressaltou.

Com informações de André Shalders

 

 

Fonte: Correio Braziliense

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui