Especialistas comentam edital da PCDF 

0
24

 

Ótima notícia! O edital mais esperado dos últimos tempos foi publicado. Ontem pela manhã, o Edital PCDF com oferta de 1.800 vagas para o cargo de Agente de Polícia foi publicado. Serão 600 vagas para provimento imediato e mais 1.200 para cadastro reserva.

A banca organizadora será o Cebraspe, da Universidade de Brasília (UnB). A remuneração inicial é de R$ 8.698,78 mais benefícios e possíveis gratificações.As inscrições começam no próximo dia 18 e seguem até 9 de setembro. A taxa é de R$ 196. Para ser elegível ao cargo, é necessário possuir diploma de ensino superior de qualquer área de formação, reconhecido pelo MEC.

Os delegados e professores do IMP Concursos Fernando Cocito e Vitor Falcão analisaram o edital e dão algumas dicas para quem está atrás de uma classificação. Confira!

Para Fernando Cocito o edital publicado é uma vitória para a corporação. “ Essa publicação era esperada há pelo menos dois anos, a carência na área está muito grande e hoje é um dia para comemorar”, comenta o professor.

De acordo com Vitor Falcão o prazo entre o edital e as provas é bom e razoável. “ O concursando agora tem que respirar e focar nas matérias que nunca estudou. Ainda dá tempo de estudar todo o conteúdo, é preciso ter um planejamento e segui-lo de hoje até o dia da prova. ” afirma.

A parte básica da prova traz 50 itens. A aposta dos professores é que a divisão seja feita da seguinte forma: 20 questões de português, 10 de raciocínio lógico e matemática, 5 de inglês, 5 de RIDE e 10 itens divididos entre as demais disciplinas.

Já na parte específica do conteúdo programático, a dupla afirma que embora o Cebraspe as vezes surpreenda, há uma grande possibilidade das questões serem divididas em: 10 de direito penal, 10 direito processual penal, 10 de informática, 10 de contabilidade, 8 de direito administrativo, 8 de direito constitucional, 5 de direitos humanos, 5 de estatística e 2 ou 3 sobre a lei nº 9.099.

Para Fernando Cocito, a Lei 13.869/19 , a Lei de Abuso de Autoridade será a única lei penal escolhida pela banca. “ No passado essa lei foi retirada, agora, ela já está há mais tempo sendo utilizada e vai sim cair na prova” afirma o professor.

Com relação ao teste de capacidade física, o TAF, a novidade é o teste Shutlle Run (ir e vir). Entretanto, Cocito afirma que o candidato não precisa pensar nisso agora, que a sua primeira missão é passar na prova objetiva. “A prova prática será apenas ano que vem, então nos próximos 90 dias o foco é na prova objetiva”, finaliza.

Em relação à pandemia da COVID-19, os professores afirmam que existe o risco de ser adiado, mas eles não acreditam que isso irá acontecer “ Devemos trabalhar como se não houvesse a possibilidade de ser adiada, não acreditamos em adiamento. O aluno deve seguir o prazo que está no edital” esclarecem os professores.

Para os especialistas, a hora é agora! Os concursandos devem agarrar o edital, muita gente passa em concursos, com estudo pós edital. Uma outra dica é ficar atento aos jornais, lendo bons textos impressos, bons conteúdos jornalísticos que ajudam na prova dissertativa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui