Faroeste caboclo

0
7

 

O deputado distrital Chico Vigilante (PT) desencadeou um tiroteio político ao criticar a declaração de oposição ao Buriti feita pelo PPS. “Senador Cristovam, até incoerência tem limites. É hora de vocês assumirem que fizeram a campanha do Rollemberg e que o elegeram com a obrigação de ajuda-lo a governar. Vocês são responsáveis pelo governo do senhor Rodrigo Rollemberg. Nós do PT não temos essa obrigação. E não adianta cair fora agora porque a população brasiliense tem memória. Talvez seja porque o ano das eleições, 2018, esteja se aproximando e seja necessário um novo palanque”.

Revide

O PPS rebateu. “Nós queremos dizer que o partido não vai dar uma respota oficial. Porque este deputado não merece e nem tem qualificação. Nem ele e nem o partido dele. Se querem bater boca, que batam nas instâncias policiais, na Lava Jato. Pior. Fazem parte do governo Rollemberg e não assumem”, disparou o presidente regional do PPS, Francisco Andrade.

Tréplica

Vigilante voltou à carga. “Ex-reitor da UnB, atual reitor da lista da Odebrecht, Cristovam Buarque é uma vergonha para a política do DF e um constrangimento permanente para os eleitores que nele votaram, no passado. O fato de ele ter, em nova empreitada, traído Rollemberg, não causa espanto em ninguém. Porque é isso que estará inscrito na lápide do pretenso defensor da educação que votou pelo congelamento, por 20 anos, dos investimentos para o setor: Aqui jaz um traidor”, alfinetou.

 

 

 

Fonte: Do Alto da Torre