IPVA: A NOVA LUTA DE CELINA LEÃO

6
9

Deputada Celina Leão entra na luta contra preço do IPVA

 

O GDF prometeu que não haveria aumento no valor do IPVA e que, provavelmente, o tributo baixaria. Mas a promessa não foi cumprida. Para piorar, o governo ainda não concedeu o tradicional desconto para os contribuintes que pagarem o imposto em cota única. Após as decepções sofridas pelos brasilienses com as promessas não cumpridas, a deputada distrital Celina Leão (PMN) decidiu protocolar hoje (25) na Câmara Legislativa, um projeto de lei onde prevê o desconto de 5% para quem pagar o IPVA a vista e também autoriza que o governador Agnelo Queiroz reduza, por meio de decreto, os valores dos impostos que contrariaram os contribuintes.

 

Segundo Celina, a população não pode ser penalizada por erros ou descaso do governo. “Não vou admitir que as pessoas fiquem sem o desconto de 5% e paguem valores tão injustos assim”, explicou a parlamentar. “O desconto é tradicional para os que pagam a cota única, não há uma justificativa plausível para que ele não seja concedido”, completou. O projeto da deputada prevê que aqueles que já pagaram o IPVA sem o desconto, ficarão com o valor referente ao desconto de crédito com o governo até 2012, para serem usados nos pagamentos de IPVA ou IPTU.

 

Além de garantir o desconto, o projeto autoriza o governador a diminuir a alíquota usada no IPVA. Muitos motoristas (57% do total da cidade) chegaram a reclamar que o valor de seus impostos neste ano são os mesmos de 2010. “A tabela usada pelo GDF para calcular os valores não levou em consideração a depreciação dos veículos de um ano para o outro, por isso esse erro. Querem arrecadar mais, mas esquecem-se que de 2010 para 2011, o contribuinte não consegue manter o valor de seu veículo no mercado, muito menos valorizá-lo”, ressaltou Celina.

 

“É preciso rever esses valores urgente para que a população não pague por esse erro”, enfatizou a distrital que já recolheu assinatura de mais oito parlamentares apoiando o projeto de lei.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui