Na contramão

1
13

raad3Na contramão da tendência do voto aberto no legislativo brasileiro, o  Conselho Especial do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT) estabeleceu votação secreta do processo do deputado distrital Raad Massouh (PPL).

Com isso, os deputados distritais terão  oportunidade de salvar o mandato de Raad. Com a posição dos magistrados do Conselho Especial, Raad Massouh passa a ser o segundo distrital a desviar-se da previsão regimental da Câmara Legislativa, que estabelece votação aberta em casos de cassação.

A ex-deputada Eurides Brito também conseguiu esse direito em 2010, mas acabou cassada. Raad é suspeito de desviar parte de uma emenda liberada por ele mesmo, há três anos, para um evento de Sobradinho.

Raad ficou muito feliz com a decisão do Conselho Especial, fato que  deixou a Câmara Legislativa do DF novamente no centro de um desgaste absolutamente desnecessário.

 

 

Fonte: Donny Silva

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui