O INÍCIO DO FIM DO GOVERNO DO DEM NO DISTRITO FEDERAL

1
21
Cobrei aqui no blog, nos últimos meses, a imperdoável OMISSÃO da Câmara Legislativa do DF, com referência às inúmeras denúncias de corrupção envolvendo secretarias do GDF. Agora se tem provas de como o esquema funcionava. ARRUDA mandava Geraldo Maciel entregar dinheiro à pelo menos três deputados distritais, para manter a base aliada do governo. O deputado Cabo Patrício, que foi ferozmente atacado pelo Buritinga, agora vai à caça: vai pedir o impeachment de Arruda e investigar os colegas envolvidos no escândalo do “arrudinha”, ou “mensalilnho do Arruda”. Mas as coisas não param por aí: o secretário de Transportes Alberto fraga, o diretor do DFTRANS, Paulo Munhoz, o secretário de Obras, Márcio Machado, o empresário que se apresentava como o “operador de Arruda”, Paulo Rôxo e o atual conselheiro do Tribunal de Contas do DF, Domingos Lamoglia, terão muito o que explicar nos próximos dias. E só faltou o Durval dar os nomes dos pastores que receberam muito dinheiro da Linknet, em 2006, para apoiar a candidatura de seu irmão Miltom Barbosa a deputado distrital. O pastor Adalino estava na lista, assim como o bispo Átila Brandão, que cooptava o apoio. É o fim de uma era em que corruptos profissionais ocuparam palácios, fingiram ser honestos, elogiaram o Ministério Público, mas que por trás da aparência pura, sincera e honesta, havia tão somente um grande esquema de enriquecimento ilícito. Muito dinheiro, mulheres, viagens e sede pela continuidade do poder, conduziu nossos intrépidos “piratas do cerrado” ao fundo do poço. De tanto trair companheiros, Arruda provou do próprio veneno. Jamais sonhou em ser traído por aquele que pagou sua campanha em 2006. Biblicamente falando: quem planta, colhe. E popularmente falando: quem planta vento, colhe tempestade. Agora se entende o silêncio de Agnelo (PT), que assiste de longe ao naufrágio do Titanic do DEM. E também se compreende o que quis dizer o ex-governador Joaquim Roriz ao afirmar que “Arruda não seria candidato”. Homens públicos bem informados que caminharão sozinhos no próximo pleito, sem a presença do DEM e de seus piratas. Haja coração!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui