Relembre o caso da criança morta e estuprada por trans

0
1057

A TRANS SUZY DE OLIVEIRA DA MATÉRIA COM DRAUZIO VARELLA, FOI CONDENADA POR ESTUPRAR E ESTRANGULAR FÁBIO DOS SANTOS LEMOS, UM GAROTO DE 9 ANOS. ELE DEIXOU O CORPO DA CRIANÇA APODRECER EM SUA SALA POR 48 HORAS

À época com 9 anos de idade, o assassinato de Fábio dos Santos Lemos, causou revolta de moradores do bairro União de Vila Nova, na Zona Leste de São Paulo. O garoto foi estuprado, estrangulado e morto por Rafael Tadeu de Oliveira Santos, a Suzy da reportagem de Drauzio Varella, exibida pela Fantástico da TV Globo, no último domingo (1).

Uma semana após a reportagem de Dráuzio Varella com as detentas transexuais, o site Antagonista revelou os crimes cometidos por Suzy de Oliveira, que cumpre pena em penitenciária de São Paulo. O Fantástico exibiu uma nota neste domingo dia 8 :

O Fantástico divulgou uma nota do Dr. Drauzio Varella sobre a reportagem onde a história da detenta Susy gerou comoção por não receber visitas há 8 anos. Hoje veio a tona que ela está presa porque matou e estuprou uma criança de 9 anos. => http://bit.ly/2vFBVso 
Confira a nota

Vídeo incorporado

O corpo da criança foi encontrado a 20 metros da casa onde morava, enrolado em um lençol, com marcas de espancamento. Após o enterro do garoto, no Cemitério da Saudade, em São Miguel Paulista, os moradores da comunidade clamavam por “justiça”, parte do comércio e as escolas fecharam as portas. O clima era revolta.

A trans Suzy de Oliveira da matéria com Drauzio Varella, foi condenada por estuprar e estrangular Fábio dos Santos Lemos, um garoto de 9 anos. Ele deixou o corpo da criança apodrecer em sua sala por 48 horas.

O pai da criança morta por Suzy de Oliveira, contou à época, que o filho sempre ficava sozinho em casa quando a mãe saía para trabalhar e que todos no bairro adoravam o menino.

Dez anos depois, o médico Drauzio Varella mostrou a vida de mulheres trans nos presídios, em reportagem exibida pelo Fantástico. Em entrevista ao médico Drauzio Varella, Suzy disse que não recebe visitas há oito anos.

Suzy está na Penitenciária I José Parada Neto, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

VAQUINHA PARA TRANS SUSY

A comoção foi tanta, que foi criada até uma vaquinha online para trans Susy de Oliveira.

A advogada Camila Ribeiro decidiu criou a vaquinha online com o objetivo de arrecadar dinheiro e comprar itens para as transexuais presas mostradas na reportagem.

Fonte: Sorocabanices.com.br

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui