ARLETE SAMPAIO DEIXA A CÂMARA MAS CONTINUA RECEBENDO SALÁRIO ‘EXTRA’

3
19

DISTRITO FEDERAL
Câmara paga 26 deputados e só 24 estão no exercício do mandato

 A deputada distrital Arlete Sampaio (PT), hoje secretária de Desenvolvimento Social, encontrou um jeitinho bem prático de deixar a Câmara Legislativa, mas continuar recebendo pela Casa – onde o salário é maior que o de uma secretaria.
 
Quando assumiu a secretaria, pediu para receber o salário de secretária. O ato, publicado no Diário Oficial da Câmara Legislativa e assinado pelo presidente Patrício (PT) fez com que todos achassem que a deputada licenciada não estava à procura de um bom salário, mas de ajudar no desenvolvimento social do DF.
 
Ledo engano. Um mês depois, no mesmo Diário, assinado pelo mesmo presidente, Arlete voltou atrás e resolveu receber pela CLDF. Provavelmente depois de receber o primeiro contra-cheque e não ter ficado nada satisfeita com o salário de um secretário de Estado, em torno de R$ 20 mil.
 
A partir daquele dia, então, passou a receber pela Câmara. Um pouco mais que os R$ 20 mil da secretaria. O pior é que hoje a Casa paga dois salários de deputados pela mesma vaga. Arlete saiu, mas Rejane Pitanga (PT) entrou. Ou seja, são mais de R$ 45 mil por um gabinete, apenas.

Salvo engano, o mesmo acontece com o deputado distrital Alírio Neto (PPS). Ele  é delegado aposentado e secretário de Justiça, mas recebe pela Câmara, que também paga outro salário para a sua suplente Luzia de Paula. Assim, a Câmara Legislativa está pagando o salário de 26 deputados, mas só 24 estão no exercício do mandato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui