Sindicombustíveis divulga nota contra Chico Vigilante por fala infundada sobre aumento da gasolina

O presidente do Sindicato dos Combustíveis e Derivados de Petróleo do Distrito Federal (Sindicombustíveis-DF), Paulo Tavares, criticou diretamente o deputado distrital Chico Vigilante (PT-DF) por suas falas sobre o aumento de combustíveis no DF

NOTA À IMPRENSA

Nesta segunda-feira, 1º de abril de 2024, conhecido nacionalmente como Dia da Mentira, o deputado Chico Vigilante recorreu às suas redes sociais para, valendo-se indevidamente de sua imunidade parlamentar, emitir críticas infundadas e desrespeitosas sobre os postos de combustíveis.

Esse comportamento reitera ações semelhantes observadas no início de fevereiro deste ano, período em que ajustes no ICMS estadual levaram ao aumento dos preços de gasolina e diesel. Na ocasião, o deputado divulgou inverdades, alegando ter votado contra os referidos reajustes, numa tentativa de desinformar seus seguidores.

Contudo, é importante esclarecer que a alteração no ICMS foi uma decisão do CONFAZ, tomada pelos secretários de fazenda estaduais em outubro de 2023, com efeito a partir de 1º de fevereiro de 2024, seguindo o princípio da noventena.

Os reajustes recentes nos preços de revenda não foram determinados pelos postos, mas sim são ajustes nas bombas decorrentes de aumentos aplicados pelas distribuidoras. Esta é a segunda vez, em uma semana, que tais aumentos afetam o etanol e a gasolina, obrigando a maioria dos postos a repassar essas alterações ao consumidor final.

Diante deste contexto, urge que o deputado direcione suas críticas aos verdadeiros responsáveis pelas variações nos preços dos combustíveis, que são as distribuidoras. O Sindicato dos Combustíveis e Derivados de Petróleo do Distrito Federal (Sindicombustíveis-DF) permanece comprometido com a transparência e a verdade na comunicação de questões que afetam tanto os consumidores quanto o setor.

Atenciosamente,

*Paulo Tavares*
Presidente do Sindicombustíveis-DF

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui