SindSaúde é processado por ex-funcionários

0
11

 

A inciativa acontece após o SindSáude divulgar falsa sentença de dois ex-funcionários que foram processados pela presidente do Sindicato por terem protestado em frente a sede da entidade, após serem demitidos e não receber as verbas rescisórias.

 

Dia 2 de outubro os ex-funcionários Kleber Luiz e Vanessa Jeniffer,  fecharam acordo com o Ministério Público (MP), para extinguirem um processo criminal impetrado pela presidente do SindSaúde-DF, Marli Rodrigues, inicialmente contra 33 ex-funcionários. Marli processou os trabalhadores por calúnia, injúria e difamação, após participarem de um protesto organizado pelo Sindicato dos Trabalhadores de Entidades Sindicais (Sintes-DF), em ocasião que o SindSaúde demitiu 46 funcionários e não pagou as verbas trabalhistas devidas.

 

O acordo fechado pelos ex-funcionários previa a prestação de serviços de 72 horas em um prazo de até 120 dias, em entidades indicadas pelo MP. No entanto, mesmo tendo participado da audiência, a presidente do Sindicato postou  matéria no site da entidade intitulada Justiça pune ex-funcionários por injúria (http://sindsaude.org.br/portal/informe/justica-pune-ex-funcionarios-por-injuria.html) (6/10), nas redes sociais e até pautou um jornal da cidade, informando que os dois trabalhadores haviam sido sentenciados pela justiça.

Na matéria Marli menciona “Eles fizeram acusações graves e sem nenhuma prova” e complementa “O que importa é que a Justiça diz que eles estão errados”.

 

Segundo Kleber a informação é totalmente falsa “Não existe sentença de juiz em audiência de preliminar (de conciliação). Ela não quis fazer acordo e aceitamos o que o Ministério Público nos ofereceu para que o processo fosse extinto.”.

 

Kleber observa que diante da mentira e da exposição da sua imagem e de Vanessa, que registraram boletim de ocorrência da 4ª Delegacia de Polícia por difamação e entraram com processo contra o SindSaúde, por danos morais (http://tjdf19.tjdft.jus.br/cgi-bin/tjcgi1?NXTPGM=tjhtml105&ORIGEM=INTER&SELECAO=1&CIRCUN=1&CDNUPROC=20130111495020).

 

Kleber acredita que a divulgação falsa feita por Marli teve por objetivo desviar o foco sobre as acusações feitas pelos ex-funcionários ao Ministério Público de Trabalho de transferência ilegal de dinheiro do Sindicato para contas de diretores e de funcionários de confiança.  “Fazer acusações dessa natureza e sem provas com tantos documentos apresentados e noticiados, é meio sem lógica.”, afirma Kleber.

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui