AÇÕES DE AGNELO NA SAÚDE PÚBLICA

1
7
DISTRITO FEDERAL
GDF implantará posto do Samu no Hospital de Base

 O secretário de Saúde do Distrito Federal, Rafael Barbosa, anunciou, nesta manhã de segunda-feira (10/1), que vai tentar implantar um posto do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) dentro da unidade. O anúncio aconteceu antes da inspeção do Hospital de Base, feita em conjunto com o governador Agnelo Queiroz, o vice Tadeu Filippelli e o diretor do hospital.

Segundo Rafael Barbosa, o objetivo da implantação é que o Samu possa realizar um primeiro atendimento do paciente, que hoje é apenas deixado no hospital. Os profissionais do serviço farão uma espécie de triagem. Para isto, o secretário prometeu a contratação de mais servidores – sem precisar números -, especialmente na área de enfermagem.

O governador anunciou, ainda, uma verba de R$ 3 milhões, destinada a reformas emergenciais. Tanto Agnelo quanto Barbosa reconheceram que o hospital enfrenta uma série de problemas. Segundo o secretário, ele recebeu, da gestão anterior, o sistema de saúde em “situação caótica”. Nos corredores, podia-se observar macas defeituosas, telhas no chão e infiltrações na parede.

Após anunciar as ideias, o secretário começou a participar da inspeção que passou pela Farmácia e pelo Centro de Material Esterelizado (CNE). O grupo ainda viu a estrutura do prédio do Hospital. O governador passou por um pedaço em que o teto estava caído e também pelos corredores com macas danificadas.

VISITA – Depois dos hospitais regionais do Gama, Ceilândia e Paranoá, o Hospital de Base recebeu a visita, na manhãde hoje (10-01), do governador Agnelo Queiroz, do vice, Tadeu Filippelli e de vários secretários de Governo. O objetivo da visita foi conhecer de perto as demandas do maior hospital público do DF.

Acompanhados dos diretores do HB, Agnelo e Filippelli visitaram o Centro de Hemodiálise, a Central de Material Esterelizado, o Pronto Socorro, a Unidade de Neurocirurgia, a Farmácia e o setor de Internação. Nesses locais os diretores puderam mostrar as autoridades onde  estão os gargalos que impedem uma melhor prestação dos  serviços de saúde a população.

Como primeira medida o  governador anunciou a continuidade das obras no Hospital de Base e disse que com a conclusão de dois andares será possível ampliar o número de leitos para a população. “Com a liberação do segundo e do sétimo andar vamos oferecer mais 130 leitos hospitalares no HB, o que vai melhorar o atendimento aos pacientes”, disse.

O vice-governador Tadeu Filippelli ressaltou que o HB é o único hospital do DF que possui plano diretor. “Com isso, é ser possível construirmos, mais a frente, um prédio voltado apenas para o atendimento de pacientes de UTI, dentro do espaço físico planejado do Hospital de Base”, concluiu  Filippelli.

O governador anunciou também a implantação de uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) nas proximidades do HB para atender aos casos de baixa e média complexidade, com o objetivo de diminuir a demanda do Hospital de Base.

 Informações do Correio Braziliense e da Agência Brasília

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui