Michel rebate araponga Dadá e Celina quer CPI

0
14

 

O deputado distrital Dr. Michel (PEN) ocupou a tribuna nesta terça-feira (26) para rebater denúncias feitas pelo ex-agente do serviço secreto da Aeronáutica, Idalberto Matias de Araújo, o Dadá. Em entrevista à Folha de S. Paulo, no último sábado, Dadá disse que um funcionário da Secretaria de Meio Ambiente, supostamente indicado pelo parlamentar, vazava informações do governo a blogueiros de Brasília. Após o discurso de Dr. Michel, a deputada Celina Leão (PSD) pediu apoio dos demais parlamentares para instaurar a CPI da Arapongagem na Câmara Legislativa.

“Não tenho nenhuma pessoa indicada nessa secretaria e não sou marginal para quebrar a privacidade das pessoas. Dadá deveria dar o nome dessa pessoa, ele que prove suas acusações. A Câmara deve convocá-lo para prestar esclarecimentos”, afirmou Dr. Michel. O araponga encontra-se preso desde a deflagração da Operação Monte Carlo, na qual foi implicado como araponga a serviço do empresário Carlos Augusto Ramos, o Cachoeira.

CPI – Em seu pronunciamento de parlamentar, Celina Leão defendeu Dr Michel e argumentou que o mais grave nas declarações de Dadá é a sua confissão de que ele teria espionado a mando do chefe de gabinete do governado, Cláudio Monteiro. A distrital conclamou os demais deputados a assinarem requerimentos para abertura de uma CPI da Arapongagem na Casa e para a convocação do ex-agente da Aeronáutica.

“Essa dúvida não pode pairar sobre a sociedade. Temos um réu confesso e a Câmara precisa tomar uma atitude. Vamos aprovar a CPI e a convocação de Dadá”, ressaltou a distrital que também cobrou informações da Policia Civil do DF, que montou, no ano passado, um grupo para investigar o caso. Informações da CLDF.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui