Reações, quando são descobertos…

1
9

Faço jornalismo investigativo há muito tempo. E ao longo de quase 35 anos de profissão, tendo atuado em rádio, jornal, televisão e desde 2009, na internet, nunca tive medo de enfrentar meus algozes, que aliás, sempre se deram mal. Aqueles que acompanham meu trabalho aqui no Blog, sabem muito bem disso.

Quando posto uma notícia sobre determinada “autoridade”, e esta mente para o governador e ainda ataca este jornalista, aí ganho mais forças para ir a fundo nas investigações. Afinal de contas, são muitas e seríssimas denúncias que precisam mesmo vir à público, e serem  investigadas pelo Ministério Público ou Polícia, e que os culpados sejam condenados de forma exemplar.

Há secretários que se acham acima de lei, da imprensa e da verdade. São deslumbrados com o poder e acham que são eternos no cargo. Existe um, por exemplo,  que gosta de usar o nome de Deus  para acobertar seus crimes, que visam principalmente o enriquecimento ilícito. Tal secretário, acostumado a frequentar campos de golfe à beira do lago para se aproximar de empresários com contratos no GDF, utiliza o apoio de um escritório advocatício de um intrépido rapaz que ficou rico às custas da sombra do pai, com o aval explícito de deslumbrada parlamentar de primeira viagem e de seu irmão acostumado a pular a cerca e receber dinheiro de caixa 2 nas duas últimas campanhas eleitorais, para orquestrar seus atos na secretaria que ora ocupa.

Quando são denunciados, as reações são essas pela ordem: Surpresa, apreensão, negativa e tentativa de intimidação através de e-mails e perfis falsos. Nesta semana denunciei um cidadão que avisei lá trás para seus padrinhos políticos, que tal rapaz os afundaria. Não deu outra!

Hoje, terei encontro com um representante da PCDF e do MP para demonstrar que o secretário por mim denunciado continua mentindo, praticando peculato descaradamente e ainda tenta me intimidar. Isso, sem falar que após ter o nome envolvido no meio do escândalo da secretaria que ocupa, ainda teve a cara de pau de chamar um empresário até seu gabinete para dar uma ‘bronca’ e tentar saber de onde havia vazado tanta informação. A reunião foi extremamente tensa.

Não tem como um secretário emperrar processos com a desculpa de que foram feitos de forma “equivocada” pela gestão anterior por tanto tempo. Não há explicação para não assinar contrato com uma empresa que ganhou uma licitação.

Tentaram calar este jornalista. Fiz o jogo, e durante cinco meses reunimos provas contra o grupo de gatunos que querem tão somente ganhar dinheiro fácil através do achaque à empresários.

Em 2009, quando avisei que o governo de Arruda iria cair, alguns riram de mim, mas depois perceberam que eu estava muito bem informado. Este blog já derrubou 37 agentes públicos que pisaram na bola, sendo  denunciados, exonerados, investigados e processados.

Tal deslumbrado secretário foi chamado anteontem para uma conversa com o governador Rollemberg. No rápido encontro, mentiu novamente, dizendo que as denúncias contra ele são de “cunho pessoal”. Como “pessoal”  se não sou eu quem procurou empresário para oferecer facilidade?  Não sou eu quem não assina contratos esperando que o empresário faça “acordo”. Não sou eu quem emprega primo e advogado particular. Não sou eu quem usa o nome do governador para extorsão. Não sou eu que vive um padrão de vida muito acima do que ganha. Não sou eu o corrupto!

E já que o governador Rodrigo Rollemberg não costuma ouvir as pessoas certas nem gosta de tomar decisões rápidas para podar inimigos ocultos em seu próprio governo, farei a minha parte mais uma vez, levando o caso às autoridades competentes para que sejam apurados os fatos por mim narrados aqui no Blog.

E não adianta inventar historinhas, mentiras ou boatos. A verdade está comigo. Deus também.

Portanto, o tal secretário em questão  pode aproveitar seus últimos dias de brincadeira, mentiras  e roubalheira. Tenho olhos e ouvidos em todos os lugares e aquela visita que ele fez àquele empresário (pouco tempo depois de assumir a secretaria),  num domingo à tarde, ainda vai render ótimas matérias e todos saberão quem de fato ele é junto com a sua trupe que utiliza o nome de Deus para enriquecimento ilícito.

Quero lembrar ao deslumbrado secretário que Deus abomina a mentira e está na Bíblia: “Não roubarás”. Se eu fosse o tal secretário, deixaria o cargo o mais rápido possível, porque não tem como defender o indefensável diante de tantas comprovações. E olha que nem falei ainda sobre a reforma do presídio…

E toda tentativa de intimidação será comunicada imediatamente à Polícia e ao MP. Sou brasiliense nato e defendo nossa cidade há muito tempo, e não faço jornalismo de mentirinha.

E quanto ao governador, ele precisa acordar! Estão afundando seu governo e ele não reage. Impressionante…

 

 

Fonte: Donny Silva

 

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui