PESTE & COBIÇA

0
9
O romance Peste e Cobiça, escrito pelo jornalista e procurador paraibano Tião Lucena, foi lançado nesta quarta-feira, 9, no Restaurante Carpe Diem da 104 Sul, em Brasília.
Ambientado na cidade de Princesa, em 1902, o romance conta a história real de uma tragédia amorosa ocorrida em meio à peste bubônica que se alastrou pela região, matando metade da população do município. O médico Ildefonso, que salvara a outra metade da população, apaixona-se e casa-se com Dulce, a moça mais bela de Princesa, cobiçada pelo delegado Neco, o qual, rejeitado, acaba assassinando Ildefonso, em conluio com o pároco local, padre Pita.
Dulce termina a vida louca, em um convento da capital da Paraíba. A mãe do médico reúne dezenas de jagunços, cerca Princesa e dá um ultimato ao chefe político local, coronel Jobilino. Acuado, ele manda sangrar o delegado Neco e todos os que participaram da morte de Ildefonso, livrando a cidade da invasão e da pilhagem.
A narrativa de Tião Lucena tem gosto e cheiro dos romances de Gabriel Garcia Marquez. Princesa é a Macondo do escritor paraibano

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui